17 de jul de 2012

Fundação do MNU no Estado do Espírito Santos


Nos 34 anos do MNU




    

Fundação do MNU
no 
Estado no Espírito Santos



Na manhã do último sábado (07 /07) , quando o MNU – Movimento Negro Unificado - fez 34 anos foi criado no Espírito Santo o Movimento Negro Unificado (MNU), uma entidade nacional do movimento negro. A ação foi realizada no Museu Capixaba do Negro “Verônica da Paz”.

“O MNU é uma das entidades mais antigas e que teve mais conquistas, tendo por principal propósito as reparações ao povo negro e em relação à questão do abismo que existe entre negros, índios e brancos no Brasil.”
 "Queremos que aqui a entidade seja um instrumento dessa luta que travamos há muito tempo”, disse Eliézer Tavares.

A próxima etapa será a formação de uma coordenação composta por 3 a 5 membros o que ocorrerá em agosto quando a entidade fará um segundo momento de filiação.

Conheça o Movimento Negro Unificado - MNU

            O MNU está presente em todo o país tendo como eixo principal o tema “Reparações Já”, a fim de mudar o quadro atual de desigualdade no qual o negro está inserido e construindo um projeto político do ponto de vista da população negra.
              Suas ações são baseadas principalmente em atividades públicas sem distinção de raça, gênero, orientação sexual, convicções religiosas, bem como a portadores de deficiência.

             Qualquer pessoa que esteja envolvida na luta contra o racismo pode fazer parte do movimento, por meio da assinatura na ficha de filiação. As formas de vinculação ao MNU são como filiados, simpatizantes ou colaboradores.

           Os (as) filiados (as), terão como tarefas, dentre outras coisas, conhecer e difundir os documentos básicos do MNU; participar de forma efetiva para aumentar o nível de consciência da militância e da população negra; e participar de um dos Grupos e/ou Núcleos de Base existentes;

Maiores informações:

Vanda Vieira, pelo telefone (27) 8811 – 1828 ou através do e-mail mnu.es@pop.com.br.


Os novos Filiados do mais novo
 MNU – Movimento Negro Unificado - 
do Brasil,
Vitória/ES.


Olindina Serafim - Associação de Mulheres Quilombolas de Linharinho -Território do Sapê do Norte- Pedagoga  da Rede Municipal de São Mateus e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Valdeni Andrelino- Pedagoga, Pós graduada em Gestão Comunitária  e Coordenadora de Políticas de Promoção da Igualdade Racial  na Prefeitura de Vitória.

Moacir Alves Rodrigues- Assistente Social, Pós graduado em Políticas Públicas e Coordenador de mobilização Social e Institucional na Prefeitura de Vitória.

Eliezer de Albuquerque Tavares  - Professor, bancário e Vereador em Vitória
Fátima Tolentino da Silva- Assistente Social e Diretora do Departamento de Políticas de Promoção da Igualdade Racial no município da Serra.

Jorge da Silva Lisboa- Sacerdote do Ile Asé Ará Madará.
 
Luiz Inácio da Silva Rocha- Bacharel em Direito e membro do Fórum de Juventude Negra e do Movimento Nacional de Direitos Humanos.

Rosilene Sá -Pedagoga.

Priscilla Matias Martins - Estudante de pedagogia e Assistente Administrativa na Prefeitura de Vitória.

Vanda de Souza Vieira -Gerente de Políticas de Promoção da Igualdade Racial.



         Registo do momento da Criação do Movimento Negro Unificado - Espírito Santo, no Museu Capixabado Negro - (Vitória- ES):

Esquerda para direita, Raimundo Bujão , Marcelo Dias e Geílson Rodrigues (Dirigente Nacional do MNU) 

Vanda Vieira , Eliezer Albuquerque , Valdeni Andrelino , Priscila Martins.


Fotos da Plenária


 Foto registro com a Bandeira do MNU



 Lula (MNU- Espírito Santo)  e Marcelo Dias (MNU -Rio de Janeiro)


Marcelo Dias e Olindina (MNU – Espírito Santo)


 Vanda Vieira (MNU- Espírito Santo) 




 
A da exposição fotográfica “Nos Caminhos Afro” no museu Museu Capixabado Negro (Vitória- ES):














Um comentário:

  1. Parabéns ao MNU do Espírito Santo. A luta do negro seguirá em frente se todos estivermos conscientes e dedicados a vencer, com nossa sabedoria e conhecimento de causa, a todos os processos de preconceito e desvalorização. A nossa união é o ponto principal, e a nossa força, e nossa verdade então triunfará.
    Um abraço negro.
    Maria Geneci Silveira
    MNU-RS, seção Caxias do Sul

    ResponderExcluir