22 de jan de 2013

A Cor dos Homicídios no Brasil 2012 - Genocídio ??


 
MAPA DA
 
 VIOLÊNCIA
 
2 0 1 2:
 
A COR   DOS
 
 HOMICÍDIOS
 
NO BRASIL
 
J U L I O J A C O B O WA I S E L F I S Z
 
 
 
1.2. Da População
 
Os quantitativos de população por raça/cor de 2002 e 2006 foram obtidos tabulando as projeções
da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD, do IBGE, desses anos. Em 2010
foram utilizados os resultados do Censo do IBGE desse ano.
As taxas elaboradas relacionando número de homicídios por cor/raça (contidas nas bases de
dados do SIM) com os respectivos contingentes populacionais das pesquisas do IBGE, apresentam
problemas metodológicos que devem ser levados em conta. A fonte para a população por raça ou cor
são as entrevistas da PNAD e/ou do Censo, que coletam esse dado por auto classificação do
 
entrevistado, que escolhe uma entre cinco opções: Branca, Preta, Parda, Amarela ou Indígena. Já nas
 
 
certidões de óbito, nossa fonte para homicídios, a classificação é realizada por um agente externo ou
documentação preexistente utilizando as mesmas categorias do IBGE. Ambas as classificações nem
sempre são coincidentes. Por tal motivo, não são os números absolutos, mas as taxas de homicídio e
os índices de vitimização os que devem ser tomadas com cautela; são mais aproximativos do que
assertivos.
 

 
 
2. HISTÓRICO DOS HOMICÍDIOS POR RAÇA/COR
 
 
Como foi alertado no item anterior, o Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério
da Saúde inicia a divulgação de seus dados em 1979, mas somente em 1996 começa a oferecer
informações referentes à raça/cor das vítimas, porém, com grandes problemas de subregistro até
2002. Por esse motivo, começamos a analisar as informações sobre esse tema recém a partir de 2002.
Voltando à classificação por raça ou cor das certidões de óbito, nas Tabelas 2.1 e 2.2 podemos
 
observar que, com fortes oscilações de um ano para outro, a tendência geral desde 2002 é: queda do
número absoluto de homicídios na população branca e de aumento nos números da população negra. E essa tendência
 
se observa tanto no conjunto da população quanto na população jovem.
 
 
Tabela 2.1 Evolução do número de homicídios, da participação e da vitimização
por raça/cor das vítimas na população total. Brasil, 2002/2010.





Fonte: SIM/SVS/MS

* soma das categorias preta e parda
 




.....

Porém, apesar dessa heterogeneidade, a tendência preponderante foi a queda dos homicídios da

população branca e o crescimento da negra, originando um forte crescimento dos níveis de vitimização

dessa última.

Tabela 3.2. Taxas de Homicídio (por 100 mil) na População Total
segundo Raça/cor nas UF.Brasil. 2002/2010.




 
 

Versão e Estudo completo no site: http://www.mapadaviolencia.org.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário